Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
III SEMANA DE ARTE E CULTURA (POEMA DE AMOR A MELGAÇO)

Iluminando o palco da vida
Interiorana da pacata Melgaço,
Incenso deposito aos pés da Poesia!

Semeando a genuína cultura
Exteriorizando arte e emoções
Melgaço, vejo-te emergir de entre as brumas
Através das cinzas de teu passado esquecido
Num jogo de cores, luzes, fantasia…
Arte, no primitivo sentido da palavra!

Dói-me, entretanto, (oh, triste apanágio)
Estarem alguns dos teus mergulhados no mar do plágio!

Arte: a mais antiga forma de expressão
Renovada a cada novo amanhecer
Tecida sempre com o nosso mais profundo ser
Eternizando as nossas emoções!

Eis o conceito que deves, Melgaço, assimilar de coração!

Cultivar a beleza da vida
Usufruir momentos incríveis
Lançar na terra a semente do amor
Transformar tudo isso em arte…
Uma tarefa a que te lanças peregrino
Reconstituindo de modo majestoso
A vida, o amor e o sentimento da minha terra natal!

Melgaço, Pará, Brasil, 7 de julho de 2008.

Composto por Jaime Adilton Marques de Araújo.

Acróstico Anterior | Próximo Acróstico
Jaime Adilton Marques de Araújo
Enviado por Jaime Adilton Marques de Araújo em 01/08/2020
Alterado em 01/08/2020
Comentários