Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Perfil
Nome completo: Jaime Adilton Marques de Araújo

Idade e naturalidade: Nasci em Rio Preto, afluente do Rio Tajapuru, no município de Melgaço, Ilha de Marajó, Estado do Pará, Brasil, em 21 de maio de 1977.

Filiação: Filho legítimo de Lino Correa de Araújo e de D. Raimunda Marques de Araújo. Neto paterno do Coronel Ademar Alexandre de Araújo e de D. Cassimira Corrêa de Araújo; neto materno de João do Nascimento Corrêa, enfermeiro autodidata e grande parteiro da região ribeirinha dos municípios de Breves e Melgaço, numa época em que o acesso às sedes desses municípios era dificílimo, e de D. Jacy Marques Corrêa. Ascendência geral - misto de fidalgos portugueses e de indígenas.
 
Educação: Ingressei no ensino público, em 1987, aos 10 anos de idade, cursando as primeiras letras na Escola Municipal Betel, com a inesquecível professora Raimunda Marques de Araújo, minha mãe. No ano seguinte continuei na mesma escola (que passou a funcionar noutro local e com outra professora, a senhora Dinamar Barroso Pereira) e lá fui apresentado às primeiras noções de matemática. No ano seguinte, em 1989, portanto, o ensino na Escola Municipal Betel foi descontinuado e fiquei por quatro longos anos longe de um centro do saber. Finalmente, em 1993, migrei com meus pais para a sede do município de Melgaço, onde, de pronto, matriculei-me na Escola Estadual Tancredo de Almeida Neves a partir da 1ª série (uma vez que não tinha comprovação formal de minhas engatinhadas anteriores no fascinante mundo das letras). Ainda na primeira semana de estudo fui agraciado com uma 'aceleração' para a 3ª série. Na semana seguinte, fui 'promovido' para a 4ª série, cursando a partir de então, ininterruptamente, uma série a cada ano, até concluir a 8ª série no ano de 1997, portanto. Em 1998, aos 21 anos, ingressei na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Presidente Tancredo de Almeida Neves, município de Melgaço, para cursar o Magistério pelo Sistema de Organização Modular de Ensino - SOME, curso este que correspondia ao Ensino Médio. Aos 24 anos de idade, em 2001, portanto, prestei vestibular, sendo aprovado para o curso de Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Pará, Núcleo Universitário de Capanema, Campus de Bragança, nordeste do Pará.

Profissão: Sou contador e presto serviços particulares de assessoria contábil a empresas comerciais e outras entidades, através do Escritório Melgaço Contabilidade e, como servidor público concursado, atuo na área de licitações públicas, como técnico e pregoeiro. Desde 1994 ingressei no Serviço Público mediando contrato como Auxiliar Administrativo. Em 2005 ingressei mediante Concurso Público, ocupando desde janeiro de 2006 a vaga de Técnico em Contabilidade junto ao Setor de Contabilidade e mais, especificamente, no Setor de Licitações e Contratos.
 
Residência: Melgaço, a Turquesa Marajoara tem sido a minha residência desde 1993.
 
Relacionamento: Casado (e muito bem casado).
 
Família: Sou esposo de Marta Garcia de Araújo e pai de Jayane Garcia de Araújo e de Marcus Vinícius Garcia de Araújo.

Vocação: Poeta e aspirante a escritor.

Obras que tem publicado: A obra, por enquanto, está inédita, em sua grande maioria. A não ser um pequeno opúsculo intitulado "Sonetear é Preciso", publicado em 2014 pela SANTmel Editora, na pele de Léo Frederico de Las Vegas.
 
Ideologia política: Considero que a República monárquica seria o sistema de governo ideal para o Brasil. Ao mesmo tempo considera que tal sistema é inviável no Brasil. Sou conservador positivista de viés nacionalista.
 
Posição patriótica: Partidário de um nacionalismo onde o Estado Nacional seja forte e soberano adoto, como Fernando Pessoa, o lema: "Tudo pela Humanidade; nada contra a Nação."
 
Posição social: Anticomunista e antissocialista. Conservador, no mais puro e estrito sentido do termo.
 
Resumo destas últimas considerações: Ter sempre na memória o ideário do Dr. Enéas Ferreira Carneiro, o maior e melhor estadista e presidente que o Brasil jamais teve e levantar sempre a bandeira de um Estado Nacional soberano, com um governo que faça cumprir o parágrafo único do artigo 1º da Carta Magna da República Federativa do Brasil exercendo um poder que emane do povo, pelo povo e para o povo.

Página pessoal:
http://www.jaimeadilton.com.br

Citação Favorita: "Oiço a voz cava do trovador. Escuto-a longe por detrás do tempo. Murmúrios de vozes que não reconheço, indecifráveis mas humanas, chegam até mim vindas de ignotas nascentes. Única testemunha a lua, agita-se em delírios de contentamento. Não sei se é a lua que se agita, se são os meus olhos que agitada a veem. Mas delirante sim, ela a lua, só porque é testemunha e única. Serenas correm as águas do meu rio que o luar desta noite reflectem até ao infinito..." (Antonius)
 
Ir para o Cantinho da Saudade