Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
MOTETO DO AMOR QUE NÃO TEM JEITO

Se o amor que trago cá no peito
Pudesse ser expresso livremente
Eu te daria uma flor (amor-perfeito!)
Que brotou no meu jardim recentemente
E espalhou seu perfume efervescente
             De repente
Na saudade desse amor que não tem jeito!

Salvaterra, Pará, Brasil, 16 de setembro de 2010.

Composto por Leonel Vincenzo de Florença.

Moteto Anterior | Próximo Moteto
Jaime Adilton Marques de Araújo
Enviado por Jaime Adilton Marques de Araújo em 18/08/2020
Alterado em 18/08/2020
Comentários