Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
HINO DE AMOR À PEQUENA JAYANE

Já és parte indeclinável de minh'alma
Anjo querido, poesia que me acalma!
Ypsilon, X, A e Z,  abecedário completo...
Amor da minha vida, meu anjinho predileto!
Não saberia mais viver sem a tua companhia
Eterna musa de meus sonhos, e de minha poesia!

Guardo em minhas retinas teus olhos de ternura
A demonstrar docemente de tua alma a candura...
Réstia de luz és para mim, minha querida,
Calidamente a penetrar em minha vida!
Inda és o precioso bálsamo de mim - poeta insane -
A curar-me as dores d'alma, pequenina Jayane!

Deus seja contigo e te abençoe, singela filha,
E te faça a mais fulgente estrela que no meu firmamento brilha!

Anjo que Deus me deu pra cuidar com carinho
Rainha do meu coração, já não estou sozinho!
A primogênita de uma prole santa, abençoada,
Única mulher, singularmente amada,
Jamais estarei só, pois a tua presença será, feito charme,
Onde quer que eu vá, marca indelével em minha carne!

Capanema, Pará, Brasil, 30 de julho de 2003.

Composto por Jaime Adilton Marques de Araújo.

Acróstico Anterior | Próximo Acróstico
Jaime Adilton Marques de Araújo
Enviado por Jaime Adilton Marques de Araújo em 31/07/2020
Alterado em 01/08/2020
Comentários