Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
ÚLTIMA CANÇÃO À MULHER MORENA

Sou feliz porque você é a minha doce amada,
A minha linda manhã de florida Primavera;
Resplendor da minha alma, minha sereia alada,
Amor do meu amor, minha Fantasia, minha Quimera!

Com você quero sonhar todas as madrugadas,
A você dedico, amor, todos os poemas meus.
Viajarei em sonhos, com você, para a Terra Encantada,
Aonde vivem felizes para sempre Julieta e seu Romeu.
Lá chegando amar-nos-emos sem que haja censura
Com todo o amor de nossa alma, com toda loucura!
Ah! Como é bom sonhar, como é bom viver uma ilusão,
Não importa que seja esta de curta ou longa duração!
Tampouco importa que seja somente um sonho lindo
Existem muitos cujas vidas são um pesadelo infindo!

Dona do meu coração! Paixão da minha vida!
Eu sempre te hei de amar, ó moreninha querida!

Sempre ocuparás um lugar especial em meu coração!
Oferto-te o meu amor! Ó dá-me a tua inspiração!
Um só momento ao teu lado é tão precioso pra mim…
Zela o meu coração, e meu amor jamais terá fim…
Amar-te-ei como ninguém, ó meu lindo Querubim!

Melgaço, Pará, Brasil, 16 de julho de 1995.

Composto por Léo Frederico de Las Vegas.

Acróstico Anterior | Próximo Acróstico
Jaime Adilton Marques de Araújo
Enviado por Jaime Adilton Marques de Araújo em 25/06/2020
Alterado em 25/06/2020
Comentários