Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
BALADA DE SAUDADE E CHORO

Chorando, triste, de saudade,
Seguindo a sós pelo caminho
Lembrando vou da crueldade
Que me deixou assim, sozinho...
Despido da doce ternura
Que me evocava teu amor
Fiquei sem tua formosura
Em prantos com a minha dor.

Pelo silêncio da cidade
Ou pelo intenso burburinho;
Em meio a tanta orfandade,
A tanta bruma e esfuminho;
No peito um pouco de candura
Ardendo em febre e dissabor
Seguindo vou em treva escura
A prantear a minha dor!

Numa total simplicidade
O que embalava o nosso ninho
Era a inocência, a castidade,
Era o afago e era o carinho.
Desse afeto a tessitura
Estava plena de langor
Até que veio a amargura
E mergulhou-me nessa dor!

OFERTA

Me lembro da felicidade
Que deu lugar ao  desamor
Numa enorme velocidade
A traduzir-se nessa dor!

Afuá, Pará, Brasil, 16 de janeiro de 2018.

Composto por Jayme Lorenzini Garcia. 

Balada Anterior | Próxima Balada
Jaime Adilton Marques de Araújo
Enviado por Jaime Adilton Marques de Araújo em 15/06/2020
Alterado em 04/08/2020
Comentários