Cantinho da Saudade
Onde a Poesia Fala Mais Alto!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
JÁ QUE NÃO PODES...

Já que não podes amar-me como dizes,
Já que por outro é maior tua paixão,
Ó meu amor, não precisas fingir, não!
Basta cortares o mal pelas raízes.

Já que não podes me dar dias felizes,
Já que não há mais a mais bela estação,
Já que o inverno afugentou o verão,
Não é preciso que te melancolizes.

Eu hei de respeitar teus sentimentos,
E, comigo, guardarei os vãos momentos
Em que em vão sonhei com o teu amor.

Quanto a ti, terás plena liberdade
De amar plenamente, sem falsidade
Aquele que o teu coração ganhou!

Melgaço, Pará, Brasil, 11 de outubro de 1993.

Composto por Léo Frederico de Las Vegas.

◄ Soneto Anterior | Próximo Soneto ►
Jaime Adilton Marques de Araújo
Enviado por Jaime Adilton Marques de Araújo em 23/06/2020
Alterado em 25/06/2020
Comentários